Consciência pelo Movimento

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

Consciência pelo Movimento

Consciência pelo Movimento.gif

Na imagem acima está Moshe Feldenkrais, criador do Método.


A Consciência pelo Movimento é um método somático de reeducação do movimento, uma prática educacional que tem por objetivo o estudo
do movimento mais simples, utilizado para fazer-nos repensar nosso comportamento em relação ao corpo, os nossos hábitos corporais.
Caracterizada pela condução verbal do movimento e da atenção, com exercícios dinâmicos, e o corpo sempre em estado de conforto, este
método possibilita ao aluno uma busca pelo conhecimento estrutural do seu corpo, de suas articulações, e as ligações entre um estado
de relaxamento do corpo e o movimento.

O principal interesse desse método é o estimulo sensório-motor, fazendo com que o indivíduo perceba a si e a seu entorno através das
sensações corporais; o que acontece com o seu corpo durante a realização dos movimentos. Assim, desmecaniza o corpo, usualmente
treinado para observar apenas o ponto final do movimento. É a busca por uma comunicação estável entre corpo e mente, tornando possível
o resgate da inteligência corporal, perdida pelo padrão de movimentação cotidiana mal executada, resultante da vida agitada e acelerada
que a sociedade vive hoje.

Durante as aulas são realizados vários exercícios de alongamento e relaxamento, a fim de ampliar a flexibilidade das articulações,
ajudando também no treino da coordenação motora através da percepção do funcionamento dos músculos, dos ossos e da pele. O que torna
possível a evasão de dores normalmente ocasionadas pela má utilização do corpo em função da falta de consciência que dele temos.

O criador deste método foi Moshe Feldenkrais (1904 – 1984 Rússia), um Engenheiro Mecânico e Elétrico, Doutor em Física pela Universidade
de Sorbonne, praticante de Judô, e um dos criadores da primeira escola de Judô no Ocidente, mais especificamente em Paris. Após sofrer
várias lesões no joelho em 1942, Feldenkrais soube que corria o risco de não mais poder andar, caso se submetesse a uma cirurgia e a
mesma não terminasse com bom resultado. Decidiu não se operar e passou a estudar Anatomia, Neurologia, Biomecânica e Desenvolvimento
Humano.Ele queria descobrir as ligações entre os sistemas muscular e nervoso, utilizando seus conhecimentos em Física e Corpo Humano,
para tentar aplicar esses mesmos conhecimentos em uma possível recuperação do uso de suas pernas.

Em "Consciência pelo Movimento", Summus Editorial, Feldenkrais afirma que "a execução de uma ação não significa que saibamos, mesmo
superficialmente, o que estamos fazendo, ou como. Se tentarmos executar uma ação com consciência - isto é, seguindo-a detalhadamente,
logo descobriremos que a mais simples e mais comum das ações, tal como levantar-se de uma cadeira, é um mistério, e que nós não temos
absolutamente ideia de como isto é feito. Nós contraímos os músculos da barriga ou das costas?
Nós primeiro deixamos as pernas tensas ou inclinamos o corpo para a frente? O que os olhos fazem, ou a cabeça? É fácil demonstrar que o
Homem não sabe o que faz para conseguir levantar-se de uma cadeira. Portanto, ele não tem outra escolha senão retornar a seu método
costumeiro, que é dar-se ordem para levantar e deixar que as organizações especializadas dentro dele, executem a ação como lhes agrade -
isto é, de acordo com a rotina.
Deste modo, podemos aprender que o autoconhecimento não vem sem esforço considerável, e pode mesmo interferir na execução das ações. O
pensamento e o intelecto que sabem, são os inimigos do automatismo, da ação habitual. Este fato é ilustrado pela velha estória da
centopeia que não sabia mais andar, depois que lhe perguntaram em que ordem ela movia suas múltiplas pernas".


Dois anos mais tarde, o resultado do seu empenho na pesquisa e experimentação havia aparecido, ele voltara a andar. Continuou a sua
pesquisa, para decifrar os códigos e ligações que unem corpo e mente no movimento. Feldenkrais organizou aproximadamente, mil sequencias
de movimento, ou exercícios, em lições, em sua maioria já publicada.

A Consciência pelo Movimento torna possível que nos organizemos psíquica e fisicamente, minimizando o estresse presente em nossas vidas.
Assim as limitações e a má execução dos movimentos mais comuns entre os indivíduos se transformam, e passam a nos representar, uma nova
vida ao corpo.

"Tornar o impossível possível, o possível fácil e o fácil elegante."
"Minha intenção não é gerar corpos flexíveis, mas sim mentes flexíveis. Meu objetivo é devolver a cada pessoa sua dignidade humana." 
(Moshe Feldenkrais)


Videos Relacionados:

[1] [2] [3]

Patrocínio:

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home