LiDança - IFB

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

Foto: Marcos Ramón


Tabela de conteúdo

Graduação

Apelidada por seus alunos e professores como Lidança, a Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Brasília - IFB , pauta sua proposta de ensino no tripé arte-ciência-tecnologia, e é um dos poucos cursos de Ensino Superior oferecido pelo Instituto Federal de Brasília, sendo o único ofertado, até o momento, no Campus Brasília. A primeira turma a ingressar no curso, após processo seletivo (vestibular e prova de habilidades específicas), começou suas atividade em agosto de 2010,e tem sua conclusão prevista para Julho de 2014. O IFB oficialmente graduará assim sua 1ª turma de Licenciados em Dança.

A Lidança é um marco na região pois vem a ser a pioneira das Licenciaturas em Dança por a primeira a ser criada não só em Brasília, como em todo o Centro-Oeste. Seu pouco tempo de criação a deixa ainda no desconhecimento por ser um curso recente, por estar situada distante do já conhecido eixo-cultural do Brasil, e por pertencer a uma instituição também muito nova que ainda está em fase de criação, mas que por isso mesmo merece ser citada e divulgada nos ambientes destinados à Dança e assim ganhar visibilidade, fazer-se ver e conhecer.

A criação deste curso não veio apenas em um momento oportuno diante do crescente espaço que tem se aberto para a dança em Brasília, mas também é uma resposta à crescente demanda por profissionais qualificados, que tenham conhecimento técnico, artístico, pedagógico e que possuam senso critico desenvolvido e experiência comprovada em sua área de atuação. O mercado de ensino de dança está em expansão no Brasil e a região Centro-Oeste, mais especificamente, sentia falta de profissionais habilitados para atuação no âmbito da educação escolar básica.

Possui uma matriz curricular extensa que passa por três eixos principais: A prática de ensino; as unidades específicas e mais diretamente relacionadas à Dança como as de técnicas (Clássica, Moderna e Contemporânea, Improvisação e Contato e Improvisação), as de composição coreográfica, Técnicas de pesquisa em Dança, Laboratório de Composição, entre outras e há ainda nesse eixo as mais direcionadas ao suporte ao ensino de Dança; e por último, no terceiro eixo, estão as unidades complementares, básicas ou específicas mas que estão mais voltadas à outra área de conhecimento como Anatomia, Cinesiologia, Leitura e Produção de Textos, Fundamentos da Música, Líbras. Estes são alguns exemplos das unidades curriculares que constituem a matriz do curso.


Introdução aos Institutos Federais

São Instituições Federais de Ensino que oferecem Educação Superior, Básica e Profissional. Oferecem educação profissional e tecnológica em distintas modalidade de ensino conciliando em sua prática pedagógica conhecimentos técnicos e tecnológicos.

Os Institutos Federais foram instituídos pela Lei nº. 11.892, de 29 de dezembro de 2008, e são vinculados ao Ministério da Educação. São formados por Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia - Institutos Federais; pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR; pelos Centros Federais de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET-RJ e de Minas Gerais - CEFET-MG e pelas Escolas Técnicas vinculadas às Universidades Federais. Embora vinculados ao MEC, os IFs possuem natureza jurídica de autarquia, sendo assim, detentoras de autonomia administrativa, patrimonial, financeira, didático-pedagógica e disciplinar.


IFB.JPG


O Instituto Federal de Brasília - IFB

O Instituto Federal de Brasília é multicampi, descentralizado e pluricurricular, dividindo-se nas seguintes unidades: Reitoria - sede administrativa, Campus Planaltina, Campus Brasília, Campus Samambaia e Campus Taguatinga.

Campus de Planaltina

Criado inicialmente como Escola Agrotécnica Federal de Brasília (EAF) em 1959, passou a integrar a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em 2008, quando a Lei n° 11.892 criou a rede de Institutos Federais. Localizado em uma fazenda, com área total de 2.300 hectares, porporciona aulas práticas junto à natureza e oferece uma formação profissional voltada para áreas de Agropecuária e Agroindústria segundo modelos tradicionais e agroecológicos. Nesse campus encontra-se ensino Integrado, Subsequente, Técnico em Agroindústria, Técnico em Agropecuária e Ensino Superior em Tecnologia em Agroecologia.

Campus Brasília

O Campus Brasília do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Os cursos oferecidos neste campus foram definidos de acordo com consultas prévias à sociedade, pesquisa socieconômica para a visualização das demandas profissionais, Desta forma a unidade se concentra em oferecer formação nas áreas de Informação e Comunicação, Artes, Hospitalidade e Lazer e Gestão Pública oferecendo cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada - FIC (cursos profissionalizantes de curta duração), Projetos de extensão, Programa Certific (Certificação de trabalhadores que já atuam em determinada área, mas ser ter passado pelo ensino formal), cursos de idiomas e o único curso de Ensino Superior deste campus, até o momento, Licenciatura em Dança, batizado de LiDança pelos alunos e professores do curso. A relevância desta instituição para área de dança é grande por ser ela a primeira, voltada para o Ensino Superior em Dança, em Brasília e no Centro-Oeste, a entrar em exercício.

Campus Gama

Também baseado em estudos junto à sociedade, o Campus Gama do IFB está focado nas áreas de Logística, Agronegócio e Cooperativismo oferecendo cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada – FIC, projetos de extensão e cursos de idiomas.

Campus Samambaia

Esta unidade oferece formação nas áreas de Construção Civil, Meio Ambiente e Produção Moveleira e também definiu sua atuação conforme consultas à sociedade e baseando-se em dados socioeconômicos da região. Oferece cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada - FIC, projetos de extensão, Programa Certific (Certificação de trabalhadores que já atuam em determinada área, mas ser ter passado pelo ensino formal) e cursos de idiomas.

Campus Taguatinga

As áreas de concentração deste campus são as de Vestuário, Eletromecânica, Informática e a Licenciatura em Física, estabelecidas conforme a necessidades socioeconômicas da região e consulta à sociedade para constatar as demandas. Neste campus são oferecidos o curso de Educação Superior (Licenciatura em Física), cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada - FIC, projetos de extensão e cursos de idiomas. A unidade possui Laboratórios de Software, Hardware, Eletrônica, Elétrica, Mecânica, Usinagem, Solda, Informática, Modelagem e Corte, além de Costura.


Como ingressar

Como toda instituição Federal de Ensino Superior, o ingresso nos cursos superiores de Licenciatura em Dança, Licenciatura em Física (em fase de implantação), e de Tecnologia em Agroecologia é por vestibular. Na Licenciatura em Dança o processo seletivo envolve além do tradicional vestibular (prova objetiva e de Redação) uma prova de prática para averiguação de Habilidades Específicas.

Para os Cursos Técnicos Subsequentes (Curso Técnico destinado à quem já terminou o Ensino Médio), o interessado em ingressar na instituição deverá participar de uma palestra de esclarecimento e inscrever-se no sorteio para concorrer às vagas. Já os interessados nos Cursos de Formação Inicial e Continuada - FIC (Cursos profissionalizantes de curta duração)devem inscrever-se na data prevista em edital e concorrer em sorteio às vagas. Para outros cursos há uma variação entre inscrição, sorteio de vagas e provas de seleção dependendo do curso, do numero de vagas disponíveis e da procura, entre outros.


REFERÊNCIAS

Instituto Federal de Brasília

Estatuto do Instituto Federal de Brasília

Lei Criação dos IFs - LEI Nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008

BLOG da Lidança - IFB

Patrocínio:

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home